Sem testículos, homem recebe transplante de gêmeo para ter filhos

Caso é raro pois poucos homens nascem com este problema e, geralmente, o procedimento esbarra em questões éticas

Pitiphothivichit, Istock

atualizado 10/12/2019 14:35

Pela terceira vez na história, um time internacional de cirurgiões conseguiu completar, com sucesso, uma cirurgia de transplante de testículos. O paciente é um homem de 36 anos que nasceu sem nenhum dos dois órgãos, o que é bastante raro.

Além de ser a parte do corpo onde são criados os espermatozoides, no testículo é produzida a testosterona. Pacientes que nascem sem os órgãos (a estimativa é que sejam um a cada 20 mil bebês do sexo masculino) precisam fazer suplementação do hormônio durante toda a vida.

O transplante de testículos não é feito normalmente pelo aspecto ético, uma vez que o transplantado poderia ter filhos com o DNA do doador.

No caso em questão, o doador é irmão gêmeo idêntico, ou seja, os dois compartilham um DNA praticamente igual. Segundo entrevista à imprensa, o objetivo do paciente era se sentir mais confortável com os níveis de testosterona estabilizados e, no futuro, ter filhos.

A cirurgia foi um sucesso, mas a função reprodução ainda não está resolvida: os médicos não encontraram tecido suficiente para construir um tubo para conectar o testículo ao pênis. Porém, os níveis de testosterona do paciente estão no nível normal, segundo o New York Times, e transplantado e doador devem receber alta ainda esta semana.

Últimas notícias