Saiba o que a cor da sua língua pode dizer sobre a sua saúde

Alterações na coloração podem ocorrer por causa de infecções, má higiene bucal, desidratação ou manchas residuais de comida e bebida

atualizado 26/04/2019 14:10

Hayes Potter, Unsplash

Você costuma olhar com atenção para a sua língua? Pois, deveria. Esse músculo pode nos dizer muito sobre o funcionamento do nosso corpo. Além de halitose excessiva, inchaços e mudanças na textura, em alguns casos é possível identificar doenças que estão se manifestando somente pela coloração da língua.

Confira as principais alterações que podem ocorrer na língua:

Língua vermelha
Essa é a cor natural dela, porém, em situações de aumento de temperatura corporal por conta de infecções e inflamações, o vermelho fica ainda mais intenso. Normalmente, surgirão outros sintomas como febre e mal-estar. Há ainda a possibilidade de ser falta de vitamina B12 no corpo, considerada uma vitamina muito importante para a saúde das papilas gustativas.

Língua branca
Esse é um dos quadros mais comuns, especialmente em crianças e idosos. A placa branca que se forma na língua é sinal de candidíase oral, ou seja, proliferação de fungos por conta de má higiene ou um alerta de que o sistema imune está enfraquecido. Nestes casos, é recomendado reforçar a  higiene bucal, inclusive fazendo uso de enxaguante.

Língua amarela ou marrom
Existem pessoas que possuem papilas que crescem mais que o habitual e por isso, acabam agarrando pequenas células mortas da língua. Isso gera manchas frequentes ao beber café ou fumar, por exemplo. Nestes casos, basta melhorar a escovação e higiene bucal.

Língua roxa
Depois de ter sofrido um trauma, como morder a língua, é comum que o músculo fique roxo. Esse é um sinal de má circulação sanguínea. Recomenda-se a aplicação de gelo no local durante uns 30 segundos e repetir por 5 minutos, com intervalo de 30 segundos entre cada aplicação.

Língua preta
A coloração escura pode ocorrer em caso de uso excessivo de cigarro; tratamentos para câncer com radiação; ingestão bastante frequente de chá preto ou café; diminuição da produção de saliva; desidratação ou casos mais graves de HIV.

(Com informações do portal Tua Saúde)

Últimas notícias