metropoles.com

Próxima pandemia pode ser provocada pelo derretimento de geleiras

Estudo feito no Círculo Ártico mostra que vírus e bactérias “adormecidos” há séculos podem ser reativados, levando ao transbordamento viral

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/Twitter
Três icebergs em descongelamento
1 de 1 Três icebergs em descongelamento - Foto: Reprodução/Twitter

Um estudo feito por cientistas da Universidade de Ottawa, no Canadá, mostra que a próxima pandemia pode ser provocada pelo aquecimento global, por meio do degelo das calotas polares.

O aumento das temperaturas pode despertar vírus e bactérias “adormecidos” há séculos em geleiras, levando a um transbordamento viral – situação na qual ocorre a infecção de um novo hospedeiro pela primeira vez.

“À medida que as temperaturas estão subindo, o risco de transbordamento nesse ambiente específico está aumentando”, disse o biólogo Stéphane Aris-Brosou, principal autor do estudo, ao jornal The Guardian.

Em artigo publicado na revista Proceedings of the Royal Society B, os pesquisadores detalharam análises feitas em amostras do solo e sedimentos do Lago Hazen, o maior lago de água doce do Ártico no mundo. O local recebe água de geleiras em processo de descongelamento.

Ao realizarem o sequenciamento das amostras, foi possível encontrar material genético semelhante ao de vírus conhecidos, bem como de possíveis hospedeiros animais e vegetais.

0

Cálculos feitos pelos cientistas mostram que o risco de vírus e bactérias “despertarem” aumenta em regiões com grande fluxo de água de degelo glacial. No entanto, Aris-Brosou pondera que, enquanto os vírus e seus vetores não estiverem simultaneamente presentes no mesmo ambiente, a probabilidade que eventos dramáticos ocorram permanece baixa.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comSaúde

Você quer ficar por dentro das notícias de saúde mais importantes e receber notificações em tempo real?