No carb: dieta de Kim Kardashian para vestido de Marilyn funciona?

Socialite perdeu 7 quilos em apenas três semanas para "entrar" no vestido que a atriz Marilyn Monroe exibiu em 1962 cortando carboidratos

atualizado 06/05/2022 19:05

mulher em tapete vermelho posando para fotosGetty Images

Em entrevista à revista People, a socialite Kim Kardashian contou que fez uma dieta radical para usar o figurino que exibiu na última segunda-feira (2/5) no baile Met Gala.

A Kardashian perdeu 7 quilos em apenas três semanas para “entrar” no vestido que a atriz Marilyn Monroe exibiu em 1962 na cerimônia de aniversário do então presidente dos Estados Unidos Jonh Kennedy.

“Eu experimentei (o vestido) e não serviu em mim. Tive que perder 7 kg. Foi um grande desafio. Eu estava determinada a me encaixar nele. Não como carboidratos ou açúcar há cerca de três semanas”, contou a socialite.

Além dos flashes dos fotógrafos, Kim ganhou críticas pela dieta radical. A restrição total a carboidratos não é considerada sustentável a longo prazo e pode, inclusive, reduzir a atividade metabólica do organismo.

“O emagrecimento deve ser feito através de reeducação alimentar, preconizando o ganho de massa magra e buscando hábitos consistentes. O emagrecimento duradouro não aceita atalhos”, explica a nutricionista Thaiz Brito, colunista do Metrópoles.

Sem carboidratos

Os carboidratos são um dos principais combustíveis para as células. Diminuí-los é uma estratégia comum para quem busca a perda de peso rápida, pois sem a energia fornecida por eles, o corpo passa a queimar gordura.

O problema é que, com o passar do tempo, a ausência dos “carb” provoca alterações metabólicas, levando o organismo a poupar energia, sabotando o emagrecimento. “A perda de peso rápida, com soluções milagrosas, pode resultar em um efeito rebote muito ruim”, alerta Thaiz.

A nutricionista Isabela Zago, da clínica Go Nutri, acrescenta que, a longo prazo, as dietas restritivas podem causar alterações intestinais, abalar o sistema imune e alterar o humor. “Não se faz dieta para entrar em roupa, se faz para melhorar a qualidade de vida e a consequência, a longo prazo, é o emagrecimento e a melhoria da saúde”, completa.

Uma versão menos radical seria a dieta low carb que, apesar de polêmica, se executada sob supervisão e por um tempo determinado pode ser uma boa estratégia de emagrecimento.

0

 

Mais lidas
Últimas notícias