Maioria das mortes por Covid-19 ocorreu em países com população obesa

Fundação Mundial da Obesidade afirma que 2,2 milhões de mortes aconteceram em nações onde mais de metade da população está acima do peso

atualizado 04/03/2021 17:05

pessoa se pesando em balançaiStock

De acordo com um relatório da Fundação Mundial da Obesidade divulgado nesta quinta-feira (4/3), 2,2 milhões das 2,5 milhões de mortes por Covid-19 no mundo aconteceram em países com índices altos de obesidade entra a população.

A mortalidade nesses países foi dez vezes maior do que em nações onde menos da metade da população está acima do peso. Foram analisados dados da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Quanto maior a prevalência de obesidade, maior o índice de mortalidade, segundo o documento. A estatística se manteve mesmo quando comparada à idade da população, um dos mais graves fatores de risco para a infecção causada pelo coronavírus.

“A Covid-19 não é a primeira infecção respiratória viral que é exacerbada pelo excesso de peso. Dados das duas últimas décadas sobre o impacto da MERS, sa gripe H1N1 e outras infecções relacionadas com a gripe mostram desenvolvimentos mais graves em pessoas com excesso de peso”, dizem os pesquisadores no relatório.

No Brasil, 56,5% da população têm sobrepeso, e 22,1% foi diagnosticada com obesidade. Países com índices parecidos são Estados Unidos, México e Itália.

Segundo o dossiê, os países com maior mortalidade e que têm mais de metade da população com excesso de peso são Bélgica, Eslovênia e Reino Unido, República Tcheca, Itália, Portugal, Montenegro e Estados Unidos.

0

 

Últimas notícias