Gana começa vacinação contra Covid-19 com doses enviadas pela OMS

O país foi o primeiro a receber as vacinas do consórcio Covax Facility. O Brasil receberá 10,6 milhões de doses até o fim do 1º semestre

atualizado 01/03/2021 9:50

O governo de Gana deu início, nesta segunda-feira (1º/3), ao programa de imunização contra Covid-19 com doses da vacina Oxford/AstraZeneca enviadas pelo consórcio Covax Facility. O presidente do país, Nana Akufo-Addo, 76 anos, foi o primeiro a ser imunizado.

“É importante dar o exemplo, mostrando que a vacina é segura, sendo a primeira pessoa a recebê-la, para que todos em Gana se sintam confortáveis ao serem vacinados”, disse Akufo-Addo.

O primeiro lote das vacinas produzidas no Instituto Serum, da Índia, chegaram ao país na última quarta-feira (24/2). Elas fazem parte da aliança internacional liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para garantir o abastecimento de vacinas em países pobres e em desenvolvimento.

Ao menos 1,3 bilhão de doses de vacinas produzidas pelos laboratórios vinculados ao consórcio serão entregues a 92 países pobres até o primeiro semestre de 2021. O contrato com o Brasil prevê a entrega de mais de 10,6 milhões de doses até junho.

Gana registrou mais de 84 mil casos de Covid-19 desde o início da pandemia e 607 mortes provocadas pela doença, de acordo com o monitoramento da Universidade Johns Hopkins.

0

 

Últimas notícias