FDA aprova uso emergencial de remédio da MSD contra Covid

Medicamento é indicado para adultos que estejam contaminados e tenham risco de hospitalização por conta da Covid-19

atualizado 23/12/2021 15:15

Fotografia colorida de Pílulas de remédio coloridasGetty Images

O FDA, agência de medicamentos americana equivalente à Anvisa, aprovou, nesta quinta-feira (23/12), o uso emergencial do remédio molnupiravir, da MSD (Merck), contra a Covid-19. A pílula pode ser usada apenas em adultos que estejam contaminados com o coronavírus e tenham risco de piora do quadro.

O medicamento não poderá ser administrado em menores de 18 anos, uma vez que as pesquisas indicam efeito no crescimento dos ossos e da cartilagem. O remédio não funciona de maneira profilática, para evitar a contaminação pela doença.

“Como novas variantes do vírus continuam a surgir, é crucial expandir o arsenal de terapias contra a Covid-19 usando autorização de uso de emergência, enquanto continuamos a gerar dados adicionais sobre sua segurança e eficácia”, explica Patrizia Cavazzoni, diretora do Centro de Avaliação e Pesquisa de Medicamentos do FDA.

Farmacêutica afirma que pílula antiviral funciona contra variantes da Covid

A aprovação vem um dia após a liberação de uso emergencial de outro remédio parecido, mas da Pfizer. O Paxlovid pode ser aplicado a pessoas acima de 12 anos que estejam contaminadas e tenham risco de progressão para quadros graves da Covid-19.

No Brasil, o uso emergencial da pílula da MSD está sendo analisado pela Anvisa.

Mais lidas
Últimas notícias