EUA limita uso de vacina da Janssen contra Covid por risco de coágulo

Agência americana agora sugere que imunizante só seja usado caso as outras fórmulas aprovadas não estejam disponíveis

atualizado 06/05/2022 13:15

Mão com luva azul segurando uma seringaMorsa Images/ Getty Images

O FDA, órgão equivalente à Anvisa nos Estados Unidos, decidiu, na quinta-feira (5/5), restringir o uso da vacina da Janssen contra a Covid-19 no país. Segundo a agência, a decisão foi tomada por conta do risco de uma síndrome rara de coagulação sanguínea — agora, a vacina estará disponível apenas quando as outras duas fórmulas aprovadas no país (Moderna e Pfizer) não estiverem em estoque, ou se o paciente preferir tomá-la por algum motivo.

O governo americano também atualizou a bula do imunizante, incluindo alertas sobre o risco de trombose e síndrome de trombose com trombocitopenia. As ocorrências são consideradas raras, mas podem ser responsáveis por problemas sérios de saúde.

0

A vacina da Janssen, que é o braço de imunizantes da Johnson & Johnson, não tem sido muito utilizada em países de alta renda. O imunizante já foi centro de várias polêmicas: além dos coágulos sanguíneos, problemas de produção e até uma mistura acidental e errada de ingredientes por um fabricante já foram registradas.

Mais lidas
Últimas notícias