Esperança: cientistas podem ter encontrado a cura para a gripe comum

Proteína usada pelo vírus para se reproduzir foi identificada por pesquisadores da Universidade de Stanford

Guido Mieth/GettyImagesGuido Mieth/GettyImages

atualizado 20/09/2019 16:18

Cientistas da Universidade de Stanford, na Califórnia, podem ter descoberto como o vírus da gripe se reproduz e a maneira de pará-lo. A resposta está em uma proteína chamada metiltransferase SETD3, que é utilizada pelo vírus no processo de reprodução. “Desligar” a produção da proteína seria o suficiente para evitar que as células infectadas se repliquem.

Os pesquisadores usaram uma técnica de edição de genes para reprogramar a produção de proteína em ratos e células humanas. E a ação não serviu apenas para o vírus da gripe: o responsável pela poliomielite também foi contido com o mesmo procedimento.

A ideia é que, com essa informação, a indústria farmacêutica consiga desenvolver um medicamento inibidor da proteína e que cure a doença com eficiência. Ao Daily Mail, o virologista Jonathan Ball, não envolvido no estudo, conta que descobrir maneiras de parar a mutação de vírus é uma das maiores dificuldades para criação de remédios antivirais mais eficientes. “Os vírus são muito adaptáveis e é possível que até um tratamento alvo, como o que está sendo proposto, não seja capaz de mantê-los sob controle por muito tempo”, explica. (Com informações do Daily Mail.)

Últimas notícias