Em coma induzido para tratar Covid-19, mulher dá à luz gêmeos

Bebês nasceram prematuros em cesariana de emergência enquanto a mãe estava descordada por causa da doença

atualizado 20/11/2020 22:50

Burton0215/Getty

Parte do grupo de risco para a Covid-19, as gestantes são pacientes mais vulneráveis a quadros graves provocados pelo coronavírus. No Reino Unido, uma mulher teve que ser colocada em coma induzido com suporte de respirador para tratar a infecção e, em seguida, passar por uma cesariana de emergência para ter os filhos gêmeos.

Perpetual Uke trabalha em um hospital e, provavelmente, foi infectada no local. Depois do nascimento dos filhos, ela ainda ficou mais 16 dias em coma – e, ao acordar, não tinha ideia sobre o que havia acontecido.

“Eu estava grávida de 24 a 25 semanas nessa fase, e, quando acordei, pensei que tinha perdido meus filhos, porque não conseguia ver minha barriga mais. Eu estava realmente preocupada”, lembra Perpetual, em entrevista ao site Sky News.

Os médicos mostraram as fotos dos bebês para ela, que ainda não podia ter contato com as crianças por causa do vírus. Ela diz que os dois eram “minúsculos” e não acreditou que eram dela.

As crianças passaram 116 dias internadas após o nascimento antes de receber alta. Mãe e filhos estão em casa e passam bem.

0

Últimas notícias