Dicas para resistir aos excessos de comida e bebida do fim de ano

Nutricionista Isabela Zago sugere estratégias para participar do período de comemorações sem colocar em risco a dieta

atualizado 04/12/2019 17:30

Ana Morena/ Divulgação

Dezembro é sinônimo de excessos. É o mês dos encontros, das confraternizações, das ceias, da fartura, ou seja, muita comida e bebida estão na ordem do dia. Para quem está tentando ter uma vida mais leve e saudável, o mês representa um desafio e tanto.

Ciente da importância da vida social para a saúde, a nutricionista esportiva Isabela Zago, que atende na GoNutri, em Brasília, sugere que as pessoas aproveitem as comemorações do período com moderação. “Ninguém precisa faltar aos eventos porque está de dieta. Mas também não é necessário comer como se o mundo fosse acabar”, afirma. Para que seus pacientes não ameacem as conquistas obtidas ao longo ano, Isabela preparou algumas dicas, que compartilhou com o Metrópoles:

– Não deixe de praticar atividade física e, se possível, até aumente a frequência na academia. “Em dezembro, a ingestão calórica aumenta. É importante para manter o metabolismo ativo”, aponta;

– Não saia de casa de estômago vazio. Faça lanches leves para não chegar aos compromissos sociais devorando tudo.

– Se for consumir bebidas, prefira vinho, champanhe ou drinques à base de frutas sem açúcar.

Tome mais água do que o habitual.

– Não repita nem o prato principal, nem a sobremesa.

– Ao fazer suas escolhas, dê preferência às frutas frescas, saladas de folhas e castanhas que costumam compor o cardápio desta época do ano.

Últimas notícias