Coronavírus: dar descarga com tampa aberta aumenta risco de contaminação

Estudo chinês observou que as partículas com o novo coronavírus podem subir mais de um metro no momento da descarga

atualizado 18/06/2020 16:51

Reprodução

Depois de cientistas descobriram que o novo coronavírus pode ser encontrado nas fezes de pacientes da Covid-19, pesquisadores da Universidade de Yangzhou, na China, alertam para o risco de transmissão da doença nos banheiros, em um estudo publicado na terça-feira (16/06) na revista Physics of Fluids.

Simulações feitas em computador mostraram como vírus e bactérias sobem e se espalham rapidamente pelo ar quando uma pessoa infectada dá descarga com a tampa do vaso sanitário aberta, possibilitando a contaminação de superfícies e dos usuários seguintes do banheiro, especialmente naqueles onde há grande fluxo de pessoas, como em locais públicos ou em casas de famílias numerosas.

Os cientistas investigaram as características de fluxo de fluido e o movimento de partículas de aerossol durante a descarga. Eles observaram que as partículas podem atingir até 106,5 centímetros do solo. Outro ponto importante é que, mesmo 70 segundos após a descarga com a tampa aberta, as partículas continuam subindo, ainda que em menor distância.

“Os resultados da simulação são alarmantes porque é observado o transporte maciço para cima de partículas de vírus, com 40% a 60% de partículas chegando acima do vaso sanitário, levando à disseminação em grande escala de vírus”, escreveram os autores.

Os pesquisadores sugerem três medidas simples para evitar a transmissão do Sars-CoV-2  e a contaminação de outras pessoas: fechar a tampa do vaso sanitário antes da descarga; limpar o assento antes do uso, pois partículas de vírus flutuantes podem ter se depositado na superfície; e lavar as mãos depois da descarga.

0

Últimas notícias