Cientistas da Fiocruz identificam variante inédita do coronavírus no Brasil

Os dados do sequenciamento do vírus são compatíveis com os encontrados no Japão a partir de viajantes brasileiros que estiveram no Amazonas

atualizado 12/01/2021 9:13

Espirro - coronavirusPixabay

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Amazonas encontraram uma variante inédita do coronavírus de origem brasileira, segundo informações do jornal Uol, publicadas nesta terça-feira (12/1). A mutação do vírus é compatível com as amostras encontradas no Japão após o desembarque de quatro brasileiros em Tóquio.

No domingo (10/1), o governo do Japão disse ter encontrado nova cepa, diferente das variantes altamente infecciosas verificadas pela primeira vez na Grã-Bretanha e na África do Sul, a partir de quatro turistas brasileiras que estiveram no estado do Amazonas.

Os dados do sequenciamento genético do vírus foram colocados em um banco internacional. A partir deles, os cientistas brasileiros puderam comparar com as amostras do vírus presentes no banco de dados do Amazonas coletadas entre abril e novembro de 2020. “É o mesmo vírus, mas com muitas mutações”, disse o pesquisador Felipe Naveca ao portal.

As mutações encontradas na proteína Spike, que faz a ligação entre o vírus e as células humanas, indicam que a nova linhagem do Sars-CoV-2 pode ter se tornado mais transmissível, o que ajuda a explicar o aumento expressivo de casos de Covid-19 no estado.

0

 

 

Últimas notícias