China restringe voos, casamentos e funerais para conter Covid

Autoridades estão preocupadas com os novos focos da infecção a poucos meses do início dos Jogos Olímpicos de Inverno

atualizado 29/10/2021 12:15

Aeroporto de PequimCostfoto/Barcroft Media via Getty Images

O aumento dos registros de novos casos de Covid-19 na China fez o governo de Pequim anunciar, nesta sexta-feira (29/10), medidas mais rígidas para controlar a transmissão do novo coronavírus antes dos Jogos Olímpicos de Inverno, que estão marcados para fevereiro do ano que vem.

As autoridades da capital cancelaram centenas e voos e pediram que a população adie casamentos, faça funerais mais curtos, não organize banquetes e reduza reuniões desnecessárias.

O vice-diretor do Gabinete de Informação, Xu Hejian, anunciou ainda que o complexo de diversões da Universal Studios no país e outros locais turísticos deverão funcionar com capacidade reduzida.

Depois de um longo período em que a pandemia foi controlada com medidas duras, o país volta a enfrentar novos focos do coronavírus, em particular nas regiões onde há grande fluxo de turistas.

Na terça-feira (26/10), o governo chinês adotou o confinamento dos 4 milhões de habitantes da cidade de Lanzhou, no noroeste do país, após houve a confirmação de 29 casos de Covid-19. (Com informações da Agência France Presse)

Veja quais são os sintomas mais frequentes de Covid-19:

0

 

 

Mais lidas
Últimas notícias