EUA sugere 4ª dose da vacina contra Covid para imunossuprimidos

Agência de saúde afirma que pacientes com problemas no sistema imune devem conversar com médico e avaliar necessidade de mais uma dose

atualizado 27/10/2021 13:25

pessoas carregando vacinaMalte Mueller/GettyImages

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos atualizou sua recomendação sobre vacinas contra a Covid-19 para pacientes imunossuprimidos e abriu a possibilidade de uma quarta dose do imunizante para este grupo. A indicação não é taxativa e deve ser discutida caso a caso com o médico.

Um estudo da universidade Johns Hopkins realizado nos últimos meses mostra que imunossuprimidos vacinados têm 485 vezes mais chance de ser hospitalizadas ou morrer de Covid-19 em comparação com pessoas saudáveis e imunizadas. De acordo com o CDC, 44% dos casos de pacientes vacinados que precisaram ser internados nos EUA ocorreram em pessoas com problemas de imunidade.

As pessoas deste público também têm uma tendência maior a transmitir o coronavírus quando estão infectados e a recomendação, até o momento, é que recebam três doses. O CDC sugere que, se for necessária mais uma aplicação, que seja feita seis meses após a última recebida.

Pessoas imunossuprimidas incluem aqueles que estão fazendo tratamento para cânceres do sangue ou tumores, receberam transplante de órgãos ou de células tronco, com Aids não tratada ou avançada, e que tomem altas doses de corticoides. Mesmo imunizados, esses pacientes devem continuar evitando aglomerações e espaços mal ventilados, assim como usar máscara.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

Mais lidas
Últimas notícias