China inicia testes em humanos de duas vacinas contra coronavírus

As tentativas estão sendo feitas a partir do vírus inativados, que foram mortos através de processos físicos ou químicos

atualizado 14/04/2020 14:04

A China iniciou testes clínicos em humanos de duas possíveis vacinas contra o coronavírus Sars-CoV-2, causador da Covid-19, informou nesta terça-feira (14/04) a imprensa local.

São duas vacinas inativadas, ou seja, consistem em micro-organismos que foram mortos através de processos físicos ou químicos.

A primeira das candidatas, que obteve a licença para realizar testes clínicos no último domingo, foi desenvolvida pelo Instituto de Virologia Wuhan (cidade chinesa onde foram detectados os primeiros casos da doença) em conjunto com filial na mesma cidade da empresa Sinopharm.

A segunda é o resultado do trabalho conjunto de várias empresas, com a Sinovac Research & Development à frente. Esta empresa é uma subsidiária da Sinovac Biotech, que também trabalhou em uma vacina contra a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) em 2003.

Segundo a reportagem do jornal digital “Caixin”, o projeto Sinopharm – que conta com o apoio financeiro do Ministério da Ciência e Tecnologia da China – testará a vacina em 1.396 voluntários recrutados na província de Henan em suas duas primeiras fases, que devem durar até 10 de novembro de 2021.

Em meados de março, as autoridades chinesas aprovaram o início de testes clínicos para outra vacina contra o coronavírus desenvolvida pela Academia Militar de Ciências.

Últimas notícias