Pneumonia chinesa é causada por nova cepa do vírus da Sars

Surto da doença no país já deixou um morto e infectou pelo menos 41 pessoas. Especialistas anunciaram ter desvendado agente causador

Reprodução/Daily Mail

atualizado 15/01/2020 18:20

A China afirma que uma nova cepa de vírus da família da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars, na sigla em inglês) é a responsável pelo surto de pneumonia no país que já deixou um morto e infectou pelo menos 41 pessoas, incluindo um cidadão da Tailândia que viajou ao país asiático.

O novo tipo de infecção foi identificado pela primeira vez no fim do ano passado, em Wuhan, cidade no centro da China com mais de 11 milhões de habitantes.

As sucessivas internações de pacientes com febre alta e dificuldades para respirar logo acenderam o alerta da comunidade internacional sobre a possibilidade de retorno da Sars, doença altamente contagiosa que preocupou o mundo em 2002, ou de uma nova ocorrência da síndrome respiratória do Oriente Médio (Mers), de 2012.

Mas, ao contrário da primeira epidemia de Sars, até aqui, nenhum dos profissionais de saúde que atenderam os doentes manifestou os sintomas do problema, o que indicaria que a versão atual do vírus é menos contagiosa do que a anterior.

Na semana passada, especialistas chineses já tinham informado que o vírus era da família dos coronavírus –  classe bem conhecida e comum, que costuma provocar sintomas como nariz entupido, garganta irritada e febre.

Ao que tudo indica, a pneumonia foi transmitida por animais aos seres humanos, pois a maioria dos casos é de frequentadores de um mercado local de Wuhan onde há venda de frutos do mar e de animais, como galinhas, morcegos, coelhos e cobras. (Com informações do Estadão)

Últimas notícias