Bactérias do intestino podem proteger organismo contra vírus da Chikungunya

Quase metade dos pacientes com a doença são assintomáticos, e microbiota intestinal parece ser responsável pelo controle do vírus

atualizado 15/07/2020 18:23

Mosquito da DengueJoao Paulo Burini/Getty Images

Uma das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, a Chikungunya é bastante comum no Brasil. Cerca de metade dos pacientes infectados nunca desenvolve sintomas, mas de 10% a 30% podem ter artrite debilitante que persiste por meses ou anos.

De acordo com uma pesquisa publicada nesta terça (14/7), no jornal Cell, as bactérias do intestino têm tudo a ver com a diferença entre o quadro assintomático e o grave. Feito em ratos, o estudo descobriu que microbiotas com falhas são menos capazes de controlar a infecção, e alimentar os animais com algumas bactérias específicas é suficiente para aumentar a resposta imunológica e reduzir os níveis do vírus da Chikungunya no sangue.

“Em muitas doenças virais, apenas uma parte das pessoas infectadas apresenta sintomas, e não entendemos direito o porquê. Algumas situações que acontecem durante a vida do paciente podem modelar o seu sistema imunológico e influenciar a capacidade de controlar a infecção no começo e ter sintomas mínimos”, explica Michael S. Diamond, responsável pelo estudo e professor da Washington University School of Medicine, nos Estados Unidos.

Ele diz ainda que ratos com um microbioma não saudável ficaram mais doentes e os mosquitos que os picaram tinham mais chances de serem infectados com o vírus.

Últimas notícias