Após aval do CDC à vacina, EUA dá largada para imunização no país

Doses do imunizante começaram a ser enviadas pela farmacêutica para os estados norte-americanos neste domingo (13/12)

atualizado 13/12/2020 17:12

vacina pfizer começa a vacinar os americanos na segunda dia 14Nicolas Economou/NurPhoto via Getty Images

A imunização contra a Covid-19 nos Estados Unidos está prevista para começar nesta segunda-feira (14/12). O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão de saúde do país, informou neste domingo (13/12) que o imunizante desenvolvido pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech está recomendado para o uso da população.

Na prática, este era a última etapa a ser vencida para o início da vacinação contra a Covid-19 no país estivesse autorizado. A fórmula desenvolvida pelas empresas Pfizer/BioNTech já havia sido aprovada para uso emergencial pelo Food and Drug Administration (FDA), equivalente à Anvisa, na última sexta-feira (11/12).

Em nota divulgada à imprensa, Robert R. Redfield, diretor do CDC, reforça que a vacina chega em um momento crítico de nova alta de infecções provocadas pelo coronavírus no país. A recomendação do órgão saiu após os conselheiros votarem no sábado.

“Ontem à noite, tive o orgulho de assinar a recomendação do Comitê Consultivo em Práticas de Imunização para usar a vacina Covid-19 da Pfizer em pessoas com 16 anos ou mais. Esta recomendação oficial do CDC segue a decisão da FDA de sexta-feira de autorizar o uso emergencial da vacina”, diz Redfield.

 

0

Na primeira etapa, cerca de 3 milhões de doses serão aplicadas em profissionais de saúde na linha de frente do combate à doença. De acordo com o órgão, a vacina da Pfizer tem alta eficácia em todas as faixas de idade, sexo, raça, etnia e entre pessoas com “condições médicas subjacentes”, bem como entre participantes com evidência de infecção anterior pelo Sars-CoV-2.

As primeiras doses das vacinas Pfizer que serão aplicadas nos Estados Unidos começaram a ser distribuídas neste domingo (13/12). Trabalhadores da farmacêutica aplaudiram quando caminhões deixaram o centro de distribuição da companhia em Michigan, na região nordeste do país, com os imunizantes.

Últimas notícias