Anvisa aprova novo tratamento contra câncer de endométrio

Imunoterápico da farmacêutica GSK é destinado a pacientes adultas com câncer endometrial avançado ou recorrente

atualizado 15/03/2022 16:29

iStock

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu aprovação regulatória para o Jemperli (dostarlimabe) do laboratório GSK. Trata-se de uma imunoterapia para uso em pacientes adultas com câncer endometrial avançado ou recorrente.

A aprovação é relevante, pois o medicamento é um tratamento para pacientes diagnosticadas com esse tipo raro de tumor cuja média de vida dificilmente passa de 12 meses.

“O Jemperli é uma nova terapia importante contra um tipo de câncer que possui opções limitadas de tratamento. A aprovação dessa terapia traz uma nova esperança para essas pacientes, que têm necessidades significativas de tratamentos mais eficazes”, afirmou Vanessa Fabrício, diretora médica de Oncologia da GSK.

Câncer de endométrio

O câncer endometrial é encontrado no revestimento interno do útero, conhecido como endométrio. É um tipo de câncer que afeta os órgãos reprodutivos femininos e é o sexto câncer mais prevalente em mulheres em todo o mundo. 

A eficácia e a segurança de Jemperli foram avaliadas no GARNET, o maior estudo de imunoterapia de braço único, aberto, que incluiu 129 pacientes com carcinoma de endométrio, demonstrando uma taxa de resposta objetiva de 43,5%.

As análises de Kaplan-Meier (metodologia usada para prever a sobrevida) indicaram que, dentre as pacientes que responderam, as probabilidades de manter a resposta em seis e 12 meses foram de 97,8% e 90,6%, respectivamente e a taxa de controle da doença foi de 55,7%.

Veja quais são os oito tipos de câncer mais comuns no Brasil

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

 

O dostarlimabe apresentou um perfil de segurança tolerável sendo náusea (13,8%), diarreia (13,8%) e fadiga (17,6%) as reações adversas mais comuns observadas durante o estudo.

Mais lidas
Últimas notícias