Agência europeia aprova vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos

A empresa norte-americana aguarda avaliação da Anvisa sobre o uso do imunizante no Brasil em meninas e meninos dessa faixa etária

atualizado 25/11/2021 11:44

criança sendo vacinadabaona/Getty Images

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) aprovou, nesta quinta-feira (25/11), o uso da vacina da Pfizer/BioNTech contra Covid-19 em crianças com idades entre 5 e 11 anos.

A decisão de ampliar a indicação do imunizante ocorre no momento em que parte dos países europeus enfrenta o surgimento de uma nova onda da Covid-19, chamada de quarta onda, com o aumento expressivo de infecções pelo novo coronavírus.

Especialistas temem que a baixa cobertura vacinal de alguns países, junto ao início do inverno no hemisfério norte e à alta circulação da variante Delta do novo coronavírus, pressionem ainda mais o sistema de saúde.

O que se sabe sobre a vacinação de adolescentes contra Covid-19:

0
Aprovação no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) avalia, desde 12 de novembro, o pedido da Pfizer para estender o uso emergencial da vacina contra Covid-19 às crianças de 5 a 11 anos. Países como Estados Unidos e Israel já aplicam o imunizante na população dessa faixa etária.

A empresa norte-americana sugere que essas crianças recebam doses de 10 microgramas, o equivalente a um terço do aplicado na população com 12 anos ou mais.

Testes clínicos com mais de 2 mil crianças mostraram que a dosagem é segura e eficaz no combate ao novo coronavírus. A agência brasileira tem 30 dias para analisar o pedido.

Mais lidas
Últimas notícias