Ucrânia estima 60 mortes após bombardeio russo em escola em Luhansk

O local abrigava cerca de 90 pessoas quando foi atingido por bombas das tropas russas. Até agora, 30 sobreviventes foram resgatados

atualizado 08/05/2022 13:20

Bombeiros trabalham para extinguir um incêndio em um armazém causado por recente bombardeio russo em Kharkiv, UcrâniaChris McGrath/Getty ImagesChris McGrath/Getty Images

Um ataque russo a uma escola na província de Luhansk, no leste da Ucrânia, neste domingo (8/5), pode ter deixado pelo menos 60 mortos. O colégio abrigava cerca de 90 pessoas quando foi atingido por uma bomba. Equipes de emergência confirmaram duas mortes e 30 sobreviventes foram resgatados.

Após o ataque, o prédio ficou em chamas durante quatro horas. “Provavelmente, todas as 60 pessoas que permanecem sob os escombros já estão mortas”, disse o governador de Luhansk, Serhiy Haidai, em mensagem no Telegram.

O bombardeio também deixou dois mortos na cidade de Pryvillia, vizinha da província. As vítimas eram dois meninos, de 11 e 14 anos.

Neste domingo, as forças russas continuam com os ataques à siderúrgica Azovstal, em Maripol. O ponto, uma ampla fábrica com estrutura capaz de resistir a ataques nucleares, é o último refúgio para a população.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias