G7 anuncia doação de 1 bilhão de doses contra Covid-19 a países pobres

O repasse dos imunizantes desenvolvidos pela farmacêutica Pfizer ocorrerá através do consórcio Covax Facility

atualizado 13/06/2021 11:30

JOE BIDEN CUPULA DO CLIMA cópiaThe White House

O G7 anunciou, neste domingo (13/5), que irá promover a doação de 1 bilhão de doses de vacinas contra Covid-19 aos países mais pobres. O repasse dos imunizantes ocorrerá através do consórcio Covax Facility.

A informação foi anunciada pelo primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, endossou que os membros do G7 “farão sua parte”. “Vamos lutar pelos povos dos países do G7”, enfatizou.

Na quinta-feira (10/6), Biden já havia sinalizado a doação de 500 milhões de doses da Pfizer aos países. O anúncio ocorreu durante a primeira viagem internacional dele como presidente dos EUA. Com o apoio Alemanha, Canadá, França, Itália, Japão e Reino Unido, o governo norte-americano conseguiu dobrar o montante.

Os líderes do G7 não informaram sobre o montante de doses que receberá cada país. Há, ainda, a possibilidade de que as doações passem de 1 bilhão, a depender da necessidade de aplicação de possíveis doses de reforço.

Os cientistas e especialistas defendem que a pandemia só estará controlada, a níveis mundiais, com todos os países em campanha de vacinação em estágio avançado.

Últimas notícias