“Nem todos” os governantes fazem de tudo pela Amazônia, diz papa

O líder máximo da Igreja Católica ainda ressaltou a necessidade de defender a "ecologia", a "biodiversidade" e o "oxigênio"

ReproduçãoReprodução

atualizado 10/09/2019 18:51

O papa Francisco disse nesta terça-feira (10/09/2019), durante um voo entre Madagascar e Roma, que “nem todos os governantes” fazem o suficiente para proteger a Amazônia.

A declaração do papa acontece em meio às queimadas na floresta amazônica – apenas no Brasil já foram registrados pouco mais de 53 mil focos de incêndio em 2019, alta de 45% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), constantemente questionados por autoridades governamentais brasileiras.

“Os governantes estão fazendo de tudo pela Amazônia? Alguns mais, alguns menos”, disse o papa a jornalistas no avião oficial, de acordo com agências internacionais. O líder da Igreja Católica ainda ressaltou a necessidade de defender a “ecologia”, a “biodiversidade” e o “oxigênio”.

Essa não é a primeira vez que o líder católico se pronuncia sobre a situação da Floresta Amazônica. Em julho, o papa incentivou um novo estilo de vida, com convivência mais harmoniosa entre as pessoas e o meio ambiente.

“A situação da Amazônia é um triste paradigma do que está acontecendo em muitas partes do planeta: uma mentalidade cega e destruidora que favorece o lucro; coloca em evidência a conduta predatória com a qual o homem se relaciona com a natureza. Por favor, não se esqueçam de que justiça social e ecologia estão profundamente interligadas!”, destacou o religioso.

Últimas notícias