metropoles.com

México e Chile começarão vacinação contra Covid-19 na véspera de Natal

Carregamento com 1,4 milhão de doses chegará à Cidade do México nesta quarta-feira (23/12). Chile recebe primeiras 10 mil doses da Pfizer

atualizado

Compartilhar notícia

O subsecretário de Prevenção e Promoção de Saúde do México, Hugo López-Gatell Ramírez, anunciou, na noite dessa terça-feira (22/12), que a vacinação contra o novo coronavírus vai começar nesta quinta-feira (24/12), véspera de Natal.

Um lote da vacina produzida pela farmacêutica Pfizer, em parceria com a alemã BioNTech, chegará ao México nesta quarta-feira (23/12). O país foi o primeiro da América Latina a aprovar o uso emergencial do imunizante, em 11 de dezembro.

“Amanhã [quarta-feira] chega ao AICM [Aeroporto Internacional da Cidade do México] o primeiro carregamento com a vacina da Pfizer contra a SARS-CoV-2”, escreveu Hugo López-Gatell, em uma rede social.

“Haverá uma manifestação para a imprensa e elas [vacinas] estarão protegidas até o uso na quinta-feira, 24 de dezembro, dia do início da vacinação. A vacina será universal, gratuita e voluntária”, prosseguiu o vice-ministro da Saúde.

No total, o México receberá cerca de 34,4 milhões de doses da vacina produzida pela Pfizer/BioNTech até 31 de janeiro, segundo o chanceler do país, Marcelo Ebrard. Essa primeira remessa que chega nesta quarta será de 1,4 milhão de doses.

Já o presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou na manhã desta quarta-feira (23/12) que as primeiras 10 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech chegarão ao país na madrugada desta quinta.

“Estamos prontos e preparados para poder iniciar o processo de vacinação. Isso significa que a partir de amanhã [quinta-feira] o Chile começa seu processo de vacinação”, disse o centro-direitista. As primeiras doses serão destinadas a profissionais de saúde.

O México está entre os países mais prejudicados pelo novo coronavírus. Mais de 1,3 milhão de casos de Covid-19 foram confirmados até essa terça-feira. Além disso, 119,4 mil pessoas morreram por causa de complicações causadas pela doença.

Chile tem 589,1 mil casos confirmados do novo coronavírus e 16,2 mil mortes.

0

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações