Harry e Meghan: “A rainha não é dona da palavra ‘Real'”

Segundo o casal, embora nem o governo e nem a rainha sejam donos da palavra "Real" internacionalmente, eles parariam de usar o título

atualizado 22/02/2020 10:49

O príncipe Harry e Meghan Markle deixarão o cargo de membros seniores da Família Real no próximo mês. Eles declararam, em seu site, que a “rainha não é dona da palavra ‘Real’ em todo o mundo”. Isso aconteceu depois que o casal foi forçado a abandonar a marca “Sussex Royal”, ou seja, duque e a duquesa de Sussex.

Segundo o casal, embora nem o governo e nem a própria rainha sejam donos da palavra “Real” internacionalmente, eles parariam de usar o título este ano.

“Apesar de não existir nenhuma jurisdição sobre o uso da palavra ‘Real’ no exterior, o duque e a duquesa de Sussex não pretendem usar mais ‘Sussex Royal’ ou variações da palavra ‘Real’ em qualquer território (dentro ou fora do Reino Unido)”, publicaram.

Eles também comentaram que estão tendo um tratamento diferente de outros membros da família. “Embora haja precedentes de outros membros titulares da Família Real que procuraram emprego fora da instituição, para o Duque e a Duquesa de Sussex foi estabelecido um período de revisão de 12 meses.

De acordo com o contrato, o duque e a duquesa de Sussex entendem que precisam renunciar aos deveres reais e não assumir deveres representativos em nome de Sua Majestade, a Rainha“, escreveram.

Harry e Meghan ainda admitem um lado triste de sua saída da vida real ao confirmarem que seu escritório (com sede no Palácio de Buckingham) seria fechado, uma medida que eles disseram ser “triste para o duque e a duquesa e sua equipe leal”. E comentam sobre os próximos passos: a criação de uma entidade sem fins lucrativos.

“Como compartilhado no início de janeiro, o duque e a duquesa de Sussex não planejam iniciar uma ‘fundação’, mas pretendem desenvolver uma nova maneira de efetuar mudanças e complementar os esforços feitos por tantas excelentes fundações em todo o mundo.”

Últimas notícias