Fake! Vídeo de mercado com cobras e ratos não foi feito na China

Logo no começo das imagens é possível ler a palavra Langowan, um mercado na Indonésia. O vídeo é de 3 anos atrás

atualizado 29/01/2020 12:52

Um vídeo que circula nas redes sociais tem causado espanto. Nas imagens, é possível ver em um mercado a céu aberto a venda de diversos animais, como ratos, cobras, cachorros e gatos. Com a gravação, vem a seguinte mensagem: “Olha da onde vem o coronavírus! Esses chineses comem toda porcaria, cachorro, rato, morcego, cobra, insetos!!!”.

No entanto, o vídeo não foi gravado na China. Logo no começo das imagens é possível ler a palavra Langowan, um mercado na Indonésia. No YouTube, é possível encontrar a mesma gravação postada há 3 anos.

O mercado fica a mais de 3 mil km de Wuhan, na China, e não há evidências que se trata de um foco do coronavírus.

Mais mortes na China

A Comissão Nacional de Saúde da China relatou, ao amanhecer desta quarta-feira (29/01/2020) no país (noite de terça-feira, 28 de janeiro no Brasil), mais 26 mortes e 1.459 novos casos nas províncias de Hubei, onde fica a cidade de Wuhan, epicentro do novo coronavírus, e de Henan. Com os novos registros, as mortes saltaram para 132 e as infecções confirmadas passaram a 5.974 – dos quais 59 casos confirmados no resto do mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Só na província de Hubei há 3.349 pacientes internados com o vírus, e estimados 20 mil estão sob observação médica.

Segundo agências internacionais, cientistas vinculados ao Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos preparam-se para testar em humanos, no prazo máximo de três meses, vacinas contra o novo coronavírus. A ideia é de que a imunização parta do código genético desta nova mutação do coronavírus, conhecida como 2019-nCOV.

Últimas notícias