Sopa de morcego causa revolta e pode ter ligação com coronavírus

O morcego também é muito usado na medicina chinesa para o tratamento de várias doenças, como malária e gonorreia

atualizado 23/01/2020 13:19

Vídeos de pessoas comendo uma sopa de morcego se espalharam pelas redes sociais após vários estudos identificarem que esses animais são os hospedeiros nativos do coronavírus. Nas imagens, gravadas em Wuhan, na China, uma mulher aparece comendo um morcego imerso em um caldo.

O morcego também é muito usado na medicina chinesa para o tratamento de várias doenças, como malária e gonorreia. Ainda de acordo com os tratamentos alternativos chineses, as fezes desse animal são capazes de curar doenças nos olhos.

0

Um estudo da revista científica Science China Life Sciences, a pedido da Academia Chinesa de Ciências de Pequim, apontou que o vírus está relacionado com os morcegos. No entanto, afirma que para a transmissão aos humanos é preciso um hospedeiro intermediário, como as cobras.

Segundo a revista New Scientist, que comparou o genoma de cinco amostras do novo vírus com outros 217, o coronavírus é semelhante ao encontrado em morcegos, mas também se assemelha ao achado em cobras.

Últimas notícias