Covid-19: internautas acusam mulher de ser paciente 0 nos EUA

Vítima de cyberbulling esteve nos Jogos Mundiais Militares em Wuhan, mas sequer testou positivo para coronavírus ao retornar ao seu país

atualizado 27/04/2020 12:05

casal é acusado de espalhar coronavirusReprodução/CNN

Uma americana foi vítima de ataques nas redes sociais após ser alvo de boatos de que foi ela a paciente zero do novo coronavírus nos Estados Unidos. Maatje Benassi estava nos Jogos Mundiais Militares em Wuhan, em outubro, local de onde surgiu o vírus.

Funcionária civil do exército americano, Maatje chegou a realizar alguns testes, mas todos deram negativo à Covid-19. De acordo com reportagem da CNN, a denúncia se espalhou a tal ponto do Partido Comunista chinês divulgar a notícia.

Ao canal, ela e o marido contaram que seus perfis nas redes sociais foram inundados de mensagens acusatórias, até que eles se viram obrigados a excluir as contas pessoais. “É como estar em um pesadelo dia após dia”, disse Maatje, à rede de TV americana. “Quero que todo mundo pare de me assediar, porque isso é cyberbullying e ficou fora de controle”, continuou.

O americano e youtuber George Webb, com quase 100 mil seguidores, é um dos principais suspeitos de ter iniciado o boato. O casal recorreu a um advogado, que disse que não há como rastrear a origem dos ataques.

Últimas notícias