metropoles.com

Com mais de 80% dos votos apurados, Argentina caminha para 2º turno

O governo argentino decidiu antecipar os resultados das eleições presidenciais deste domingo em razão da rápida apuração dos votos

atualizado

Compartilhar notícia

Arte/Metrópoles
imagem colorida arte candidatos argentina - metrópoles
1 de 1 imagem colorida arte candidatos argentina - metrópoles - Foto: Arte/Metrópoles

O governo argentino decidiu antecipar os resultados das eleições presidenciais deste domingo (22/10) para antes das 22h, em razão da celeridade da apuração. Por volta das 21h30, mais de 80% dos votos haviam sido contabilizados em todo o país

De acordo com o Clarín, inicialmente, estava prevista a divulgação dos dados entre as 22h e às 22h30, mas dado o rápido progresso da apuração, a decisão seria agora adiantar o calendário, para antes das 22h. O jornal aponta que haverá segundo turno entre os candidatos Javier Milei (Libertad Avanza) e Sergio Massa (Unión por la Patria).

Os números parciais da apuração mostra Massa com 36% de preferência da população, seguido por Milei, que tem 30%. A candidata centro-direitista Patricia Bullrich (Juntos por el Cambio) aparece um pouco atrás, com 23% e Juan Schiaretti (Hacemos por Nuestro País), com 7%.

Fontes oficiais apontam que o maior percentual de votos foi contablizado nas províncias de Córdoba, Mendoza, Santa Fé e La Pampa, entre outras; enquanto aqueles com menor carga de dados são a província de Buenos Aires e a cidade de Buenos Aires, onde também são votadas posições locais.

Eleições

A eleição presidencial na Argentina, realizada neste domingo (22/10), registrou a maior abstenção em eleições presidenciais desde 1983, quando houve a redemocratização no país. Segundo informações da Direção Nacional Eleitoral, 74% do eleitorado apto a votar compareceu às urnas. Em 2019, 80% dos eleitores foram às urnas para escolher o presidente.

A votação foi encerrada às 18h. Quando faltava uma hora para o fim do pleito, cerca de 66% dos eleitores aptos a votar haviam comparecido às urnas. Apesar do baixo comparecimento, o número foi superior ao registrado nas primárias de agosto, quando a abstenção foi de 30%.

Neste domingo, os eleitores votaram para escolher presidente, deputados e senadores. O secretário-geral da Presidência, Julio Vitobello, informou que as eleições ocorreram em clima de tranquilidade e normalidade.

Para a Presidência, dois candidatos apareciam virtualmente empatados nas pesquisas: o ultraliberal de direita Javier Milei (Libertad Avanza) e o peronista Sergio Massa (Unión por la Patria), cada um cerca de 30% das intenções de voto. A candidata centro-direitista Patricia Bullrich (Juntos por el Cambio) aparece um pouco atrás. Juan Schiaretti (Hacemos por Nuestro País) e Myriam Bregman (Frente de Izquierda) também concorrem.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações