Avião com 113 pessoas a bordo cai logo após decolagem, em Cuba

Segundo a CNN, a aeronave é um modelo Boeing 737. O acidente ocorreu no Aeroporto José Martí, situado em Havana, capital do país

atualizado 18/05/2018 22:44

ENRIQUE DE LA OSA/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Um avião da Companhia Cubana de Aviação, um Boeing 737, caiu nesta sexta-feira (18/5) pouco depois de decolar do Aeroporto Internacional José Martí, na capital Havana. Segundo o presidente Miguel Díaz-Canel, havia 113 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulantes.

O jornal estatal Granma informou que três mulheres sobreviveram e estão em estado crítico, um quarto passageiro foi resgatado com vida, mas acabou morrendo no hospital. Entre as mortes confirmadas estão um bebê, de 2 anos, e quatro crianças.

0

 

De acordo com a emissora americana CNN, uma grande bola de fogo foi vista do aeroporto e substituída por uma imensa coluna de fumaça no local da queda. Bombeiros e socorristas atuam no local com ajuda de moradores das proximidades.

A imprensa cubana diz que a aeronave era alugada de uma empresa italiana chamada Blue Panorama, mas o diretor comercial da companhia italiana, Reno Dela Porta, nega. “Não é da Blue Panorama, como erroneamente foi dito por alguns veículos de imprensa” afirma.

A Cubana desativou muitos de seus aviões antigos nos últimos meses, devido a problemas mecânicos, e isso deu margem à hipótese do aluguel de aeronaves.

Mesmo antes da queda ser confirmada pelas autoridades, os usuários do Twitter, que estavam no aeroporto e nas proximidades, já reportavam o acidente: eles postaram fotos e vídeos na rede social:

 

(Com informações da CNN e da Agência Ansa)

 

Últimas notícias