Reconhecido com estrela Michelin, Jun Sakamoto abre restaurante em Goiânia

Esse será o terceiro restaurante dele em shoppings de capitais. Em São Paulo, o sushiman comanda a casa que conquistou a estrela em 2020

atualizado 30/09/2021 15:24

Chef Jun SakamotoFoto: Divulgação

Aos 20 anos, o jovem Jun Sakamoto entrou em uma cozinha de restaurante de forma profissional pela primeira vez. Em 2021, ele completa 21 anos de sucesso como um dos melhores sushimans do Brasil, com direito a reconhecimento internacional com uma estrela do Guia Michelin em seu restaurante de Pinheiros (SP). 

Mesmo sendo uma das principais referências quando o assunto é comida japonesa, ele revela que não é isso que busca no dia a dia. “Não faço sushi para ser o melhor, faço para ser feliz”, afirma. 

0

E é sendo feliz que o chef se prepara para abrir o quarto restaurante assinado por ele. Dessa vez, Jun Sakamoto leva seu nome para o Flamboyant Shopping, em Goiânia. Mas com uma proposta mais descontraída do que já entrega no shopping VillaLobos (SP) e no Manaíra Shopping (PB).

“A ideia é oferecer um bom atendimento, bom ambiente, boa comida e bom custo-benefício”, explica. Ele ressalta também que as pessoas não devem esperar comer uma comida feita por ele. “A pessoa já sabe que tenho restaurantes em diferentes capitais, logo eu não estarei em todos. Mas saibam que minha exigência de qualidade é grande e que vou trabalhar com a equipe para entregar um bom produto”, reforça o sushiman.

Sushi goiano

Jun Sakamoto inaugura a casa do Flamboyant Shopping no dia 20 de outubro. Por lá, os clientes vão encontrar receitas para compartilhar, sushis, sashimis, teishokus e combinados. Mas também uma sessão de steakhouse.

Ninho de tempurá de ovo de codorna (8 unidades, preço a definir) é uma das pedidas para dividir com as companhias. A receita entrega ovos de codorna empanados, com gema mole e azeite trufado para finalizar. Na mesma pegada de compartilhamento, o Camarão crocante na maionese de wasabi promete agradar os clientes.

Nas linhas de sushis e sashimis, os clientes escolhem os tipos de peixes que querem desfrutar. Atum, robalo, salmão e linguado estão entre as opções. 

teishoku
Com carne de porco e acompanhamentos frios e quentes, o teishoku Tonkatsu é uma refeição mais completa

Quem quer uma combinação diferente pode pedir os teishokus. As receitas são compostas por porções diferentes e acompanhamentos quentes e frios. Entre as pedidas está o Tonkatsu, que oferece carne de porco frita à milanesa acompanhada de arroz, missohiro (sopa de missô) e mais dois acompanhamentos.

Menu sensorial 

Jun Sakamoto fez seu nome com o restaurante homônimo que comanda na Rua Lisboa, no bairro paulista de Pinheiros. Ele funciona no número 55 desde 2000 e serve a mesma sequência desde que abriu as portas: uma entrada, 16 sushis, dois pratos e uma sobremesa.

“Eu tinha uma proposta diferente e deixei isso muito claro: vou colocar a comida, você vai comer e vai embora”, conta Sakamoto. Ele lembra que quando começou, muitas pessoas queriam comer o mesmo que encontravam em outros restaurantes, mas aos poucos ele moldou o paladar dos clientes. 

“Um dos elogios mais gostosos que ouço é que acabei com a vida do cliente, porque ele não consegue mais comer em outro lugar.”

Chef Jun Sakamoto
Sakamoto prepara o menu degustação em São Paulo para apenas seis pessoas por noite

Embora a sequência seja a mesma, as receitas mudam todos os dias de acordo com os insumos disponíveis. O chef explica que ele cria os sushis com os peixes que encontra no fornecedor naquele dia, então nem ele sabe o que vai cozinhar até que as compras são feitas.  

Além do menu, ele promete uma experiência sensorial completa na casa. Por lá, os clientes encontram um ambiente intimista, de poucos lugares e que precisa ser reservado com antecedência (há um mês não existem mais vagas para outubro, por exemplo). Para completar a proposta, jazz e blues fazem o som ambiente do espaço. 

CASACOR 

O sushiman assina um dos restaurantes da CASACOR Goiás, onde apresenta uma prévia do que os clientes encontrarão no restaurante de Goiânia. “As pessoas têm ido e gostado”, conta. O espaço assinado pela Cinza Arquitetura segue no evento até 12 de outubro. 

Últimas notícias