Dia do Orgulho Nordestino: comemore em nove restaurantes tradicionais

Brasília tem uma rica gama de comidas regionais: de café a casas especializadas

atualizado 09/10/2018 14:53

Brasília é conhecida por possuir diversas casas de gastronomia regional. Pudera, somos um misto de todas as culturas do país. Uma das mais difundidas e populares é a nordestina. Desde 2009, comemora-se o Dia Nacional do Orgulho Nordestino, então, que tal experimentar alguns pratos?

O Metrópoles separou alguns estabelecimentos da cidade para você se deliciar:

Severina
A casa opera há 38 anos na cidade e apresenta bufê e à la carte. A carne de sol é o principal ingrediente, mas o restaurante também serve baião de dois, escondidinho, cartola e tapiocas. A casa acomoda até 250 pessoas e conta com três ambientes.

201 Sul, Bloco B, Loja 25. 714 Norte. Telefone: (61) 3224-6362. De segunda a sexta, das 11h30 às 16h. Sábado e domingo, das 11h30 às 16h30

Divulgação
Pratos típicos da culinária nacional no Mangai

Mangai
Dona Parea, também conhecida como Laneide Maia Tavares, resolveu expandir seu negócio de venda de rapadura caseira em 1989 na cidade de João Pessoa (PA). Ao contar à mãe sua ideia, ela disse “Não criei minha filha para ser Mangaieira” – a pessoa que trabalha no Mangai, na feira.

No restaurante, encontra-se de tudo um pouco: carne de sol com nata, arroz de queijo, arroz de leite, buchada, paçoca e bolinho de macaxeira. Os pratos podem ser consumidos à la carte ou em sistema de bufê.

Mangai Shopping ID – Q SCN QUADRA 6 Bloco A,b,c, Setor Comercial Norte Q 6 – Asa Norte
Segunda a Sexta das 11h30 às 15h / 18h às 22h. Sábado das 11h30 às 22h. Domingo e Feriados das 11h30 às 21h
Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 2, Lote 2, (61) 3252-0156. Segunda a sexta, das 12h às 15h – 18h às 22h. Sábado, das 12h às 22h. Domingos e feriados 11h às 21h

Palhoça
Criada em 1978, o estabelecimento é escondido atrás dos postos do Setor de Motéis, mas é bem conhecido entre os moradores do Núcleo Bandeirante. Na lista dos quitutes mais pedidos, estão a carne de sol completa, galinha caipira, buchada de bode e dourada ao molho ou frita.

SPMS, Conjunto H, Lote 3, Núcleo Bandeirante, 3301-1295. Segunda, das 11h às 15h; terça a sexta, das 11h às 15h e das 18h às 22h; sábado e domingo, das 11h às 17h

Divulgação
Carne de Sol, arroz-branco, paçoca e feijão de corda no Xique Xique

 

Xique Xique
“Rubinho” Pereira de Lucena, nascido em Caicó no Rio Grande do Norte, abriu o Xique Xique em 1979 para explorar o sabor da terrinha da qual sentia tanta saudade. O carro-chefe do restaurante é sua famosa carne de sol, acompanhada de porções de arroz, paçoca, mandioca, feijão de corda, cheiro verde e manteiga de garrafa. Eles ainda servem queijo frito com melaço e bolinhos de bacalhau ou charque.

Unidades na Asa Norte (708 Bloco E, Lojas 35/49; (61) 3274-2810), Asa Sul (107 Bloco E 2; (61) 3244-5797) e em Vicente Pires (Rua 2, Chácara 35, Lotes 11 e 12; (61) 3797-6077). Segunda a domingo, das 11h às 23h

Gibão
Aberto em 1981, o restaurante baseia-se na cultura nordestina trazida a Brasília pelos donos. Algumas das sugestões “arretadas” da casa são o Galeto Gibão, mexidão, frango a passarinho e o mousse de maracujá.

Parque da Cidade, Lanchonete nº 7, Asa Sul; 3226-2449. Segunda a sábado, das 11h à 0h. Domingo e feriados, das 11h às 18h
CNB 5, Lote 14, Loja 6, Taguatinga Norte; 3563-4085. Segunda a sábado, das 11h à 0h. Domingo e feriados, das 11h às 18h

Felipe Menezes/Metrópoles
Cabrito ao leite de coco com pirão

 

Dona Graça
Aberto em 1992, o restaurante aberto pela piauiense Graça Veras acomoda 120 pessoas em móveis e mesas de madeira, cadeiras de palha e elementos retrô. Antigamente, ela vendia marmitas e, atualmente, serve buchada de bode – acompanhada de arroz, feijão, farofa e salada – e feijoada completa na sexta-feira. Entre os doces, estão bananada, rapadura e doce de leite com pedacinhos de coco.

Rua 7, lote 15, Vila Planalto, (61) 3032-1062. De segunda a sábado, das 11h às 15h

Manzuá
O restaurante do Pontão do Lago Sul é especializado em comida baiana e frutos do mar. Algumas das apostas são as moquecas servidas em panela de barro (camarão, lagosta, peixe, siri mole ou mistas), o bobó de camarão, o camarão na moranga e o “manzuá de pescado nobre”. Entre as sobremesas, não deixe de experimentar a cocada baiana branca ou preta, o quindim e pudim de tapioca.

SHIS QL 10, Pontão do Lago Sul. (61) 3364-6090. De segunda à quinta-feira das 12h à meia-noite. Sexta-feira e sábado, 12h à 1h. Domingos e feriados, das 12h às 23h

Feira Central de Ceilândia
Na feira, há várias barracas que vendem a comida nordestina: Galega, Kome in Pé, Ki Lanches e Come Bem são alguns exemplos. Nas panelas fumegantes, os clientes encontram rabada, cabrito, dobradinha, baião de dois, buchada e sarapatel.

CNN 2, Área Especial, Ceilândia. Aberto diariamente das 6h às 18h

Divulgação
Café coado com o blend da casa

 

Café e um Chêro
Nas Asas Norte e Sul, o café oferece comida bem feita com cara de interior. A fachada terracota e o piso de tijolinhos convidam o cliente a entrar e provar um café coado e um dos sanduíches como aquele com pão francês fresco recheado de carne de panela. Outras opções incluem ovos mexidos e tapioca. Além disso, eles têm uma “vendinha” onde estão disponíveis bolos de banana, goiabada biscoitinho e um blend de café caseiros.

Asa Norte (109 bloco C, loja 37) e na Asa Sul (107 Bloco C, loja 2). De segunda a sábado, das 7h às 21h

Últimas notícias