*

Foi o propósito de criar um chocolate saudável que motivou André Kainan, 32 anos, a lançar, em 2017, a Brüksel, marca brasiliense especializada em produtos artesanais veganos.

Foram 8 meses de testes até alcançar o nível que o empresário buscava. O resultado é um chocolate com ótimo sabor e preço mais acessível em relação aos concorrentes.

“A versão com 70% de cacau foi pensada para atingir um público com paladar mais apurado, enquanto a barra com teor de 60% é uma proposta para introduzir o consumidor no conceito de chocolates mais naturais que utilizam poucos ingredientes”, explica Andréa. Cada barrinha é vendida por R$ 10.

No último dia 25 de fevereiro, a linha cresceu e ganhou mais um sabor: chocolate com café. “Foi uma demanda do público”, conta André. Ele promete lançar novos produtos até o final do ano. “Quero inovar com ingredientes locais e nossos cookies já estão em testes. Elementos como castanha de pequi, baru e a baunilha do Cerrado estão nos planos. Tenho muita vontade de valorizar a riqueza da região”, completa.

 

Origem e conceito
Nascido em Macapá (AP), o empresário chegou a Brasília em 2003. A ligação com a cozinha começou cedo, ao acompanhar a avó materna, Maria de Lurdes, no preparo das tradicionais receitas mineiras. Na faculdade, o rapaz conheceu o movimento Slow Food e decidiu investir em uma produção que valorizasse ingredientes frescos e o trabalho dos pequenos produtores.

Para tal, buscou em Ilhéus (BA) as amêndoas de cacau. Açúcar orgânico e manteiga de cacau completam a receita dos chocolates, livres de transgênicos, emulsificantes e aromatizantes artificiais. “O produto não tem adição de leite ou glúten. Por isso, usamos o slogan ‘Bom para veganos'”, diz. Já a palavra Brüksel é como os armênios chamam Bruxelas, capital da Bélgica, conhecida mundialmente pela produção de chocolates finos.

 

Todo o processo é feito na residência de André, em Taguatinga. Da torra ao refino, além da embalagem, que tem arte criada pelo próprio idealizador. A operação chamou atenção do Sebrae DF e, na próxima semana, a Brüksel representará Brasília na 3° edição do Salão Internacional de Restaurantes, Hotelaria e Alimentação (Sirha), em São Paulo. A etiqueta marcará presença no Espaço Terroir. O evento é presidido por Claude Troisgros e contará com seletivas da Copa do Mundo da Pâtisserie e Bocuse d’Or.

A linha pode ser encontrada em pontos variados: Ernesto Café; Belini Café — The Coffee Experience; Antonieta; Varanda Pães Artesanais; Acervo Café; Bioon Ecomercado; Awake -ish Café; Espaço 365; Casa de doces e queijos; Melbourne Café & Co; e o Repubblica Anticafé, além da loja on-line.



 

COMENTE

alimentação veganachocolatesBrüksel

Leia mais: Comer