Depois do café e cacau, maple syrup invade as cervejas

Adocicado e bem viscoso, o xarope canadense tem um toque amadeirado que casa muito bem com as bebidas envelhecidas

DivulgaçãoDivulgação

atualizado 14/06/2019 15:39

Antenados em lançamentos cervejeiros já devem ter reparado na onda (das grandes) de stouts bem cremosas e adocicadas, com adição de ingredientes que poderiam estar em receitas de sobremesas. Coco, cacau, café. Só falta o creme batido para servir de colher!

Nessa onda de stouts, apareceu uma leva de cervejas com maple syrup. O xarope de bordo, a seiva da árvore símbolo da bandeira do Canadá, que custa mais que cerveja artesanal (a garrafinha de 300 ml de maple syrup puro e autêntico não sai por menos de R$ 70), aparece principalmente em stouts encorpadas e alcoólicas.

Tem cara de café da manhã – as notas tostadas lembram café, maple syrup fazem pensar em panqueca ou waffles –, mas prefiro pensar no fim da tarde, daqueles bem friorentos. Quase sempre está em stouts, mas a Trilha, por exemplo, mostrou no Mondial de la Bière uma quadrupel com maple.

Adocicado e bem viscoso, o xarope de maple tem um toque amadeirado que casa muito bem com as cervejas envelhecidas. E traz uma linha de memórias sensoriais que passeiam por bourbon, irish coffee, lareira e manta de lã. Para quem curte a atmosfera chalezinho alpino mas não consegue engolir fondue (este é o meu caso), eis uma boa tentativa. Selecionei duas.

Quatro Graus Maple’s Milk
Preço: R$ 42,90 (473 ml, na hoppi.com.br)

Bem cremosa, viscosa, com adição de lactose além do maple syrup, essa russian imperial stout tem 12,5% de álcool. É para tomar como se fosse licor, devagarinho, lendo um livro. A Quatro Graus é carioca e conhecida por fazer cervejas extremas. Esta é uma extrema, extremamente densa, adocicada, para subir a serra, tomar em Petrópolis.

Bold Brewing Coffee Maple Noda
Preço: R$ R$ 38,24 (473 ml, na hoppack.com.br)

Também uma russian imperial stout, também vem de um lugar improvável: a Bold é de Fortaleza! Para tomar em Baturité, Guaramiranga, Ibiapaba (todas serras cearenses). Com adição de café, tem 11% de álcool e é abertamente inspirada no breakfast americano. Para fãs de notas tostadas, de caramelo e de cervejas licorosas.

Últimas notícias