São Paulo avalia situação de Caboclo como conselheiro vitalício

Clube utilizou as redes sociais para informar que irá aguardar a decisão do Conselho de Ética da CBF sobre o caso

atualizado 07/06/2021 14:06

Posse do Presidente Rogério CabocloLucas Figueiredo/CBF

O São Paulo vai analisar a condição de conselheiro vitalício de Rogério Caboclo, presidente afastado da CBF por acusações de assédio moral e sexual. O clube publicou em suas redes sociais nesta segunda-feira (7/6) um comunicado sobre como o clube tratará o assunto internamente.

 

De acordo com a publicação, o Conselho Deliberativo do Tricolor irá esperar a decisão do Conselho de Ética da CBF para definir o futuro de Caboclo dentro do clube. Filho do ex-dirigente Carlos Caboclo, Rogério já trabalhou na área de marketing do São Paulo entre 1991 e 1992.

Em 2000, durante a gestão de Paulo Amaral, Caboclo trabalhou como diretor financeiro do clube.

Numa possibilidade de exclusão, o pai e o irmão do presidente afastado, que também são conselheiros vitalícios, estarão aptos para votar sobre o caso.

Caboclo foi afastado nesse domingo (6/6) após decisão do Conselho de Ética da CBF. Ele é acusado de assédio moral e sexual contra uma funcionária da entidade. Pelos próximos 30 dias Rogério focará exclusivamente na sua defesa, enquanto isso, o vice Antônio Carlos Nunes assumirá o cargo durante o período de afastamento.

Vídeos
Últimas notícias