Após saída de Caboclo da CBF, atletas do Brasil jogarão a Copa América

Mesmo insatisfeitos, os atletas confirmarão presença na competição. Anúncio deve ser feito após o jogo contra o Paraguai, na terça-feira

atualizado 07/06/2021 14:48

Seleção BrasileiraBuda Mendes/Getty Images

Mesmo insatisfeitos, os jogadores da Seleção Brasileira decidiram disputar a Copa América. Os atletas deverão confirmar a participação na competição continental após a partida contra o Paraguai, na terça-feira (8/6), válida pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022.

A confirmação deve vir acompanhada de um manifesto sobre como a competição foi organizada e trazida para o Brasil, em meio à grave crise sanitária que o país vive em decorrência da Covid-19, com mais de 470 mil mortos. As informações são do Globo Esporte.

Na última semana, um grupo de jogadores chegou a manifestar sua insatisfação para o técnico Tite, para a comissão técnica e para dirigentes da CBF. Os atletas não teriam gostado da postura e da falta de comunicação da entidade, em relação à mudança da sede da Copa América para o Brasil.

A Seleção Brasileira está concentrada para o duelo contra o Paraguai. Para a Copa América, Tite deve manter praticamente os mesmos convocados, podendo chamar mais três jogadores.

A estreia na Copa América está marcada para domingo (13/6). O Brasil fará a partida de abertura da competição, contra a Venezuela, às 18h, no Mané Garrincha.

Caboclo

Na tarde do último domingo (6/6), o Conselho de Ética decidiu afastar Rogério Caboclo do cargo de presidente da CBF por 30 dias. Durante esse período, o vice Antônio Carlos Nunes assume a função. Caboclo é acusado de assédio moral e sexual por uma funcionária da entidade.

O Fantástico divulgou trechos de áudios que comprovam os assédios. Nos registros, é possível ouvir Caboclo fazendo insinuações de cunho sexual à sua secretária, que tenta diversas vezes cortar o assunto. Durante a conversa, Rogério oferece vinho à funcionária, e usa palavrões para falar sobre seu casamento e afirmar que está “aberto” a relações extraconjugais.

Em outro momento, embora a assessora afirmasse que não gostaria de falar sobre sua vida pessoal e pedisse para que Rogério parasse, ele faz perguntas íntimas sobre sua sexualidade. “Você se masturba?”, questiona o presidente da CBF.

Vídeos
Últimas notícias