Santos presta homenagem a Paulo Henrique Amorim: “Descanse em paz”

Clube paulista resgata trecho do livro "Santos FC: 100 anos de futebol arte" escrito pelo jornalista que morreu nesta quarta-feira

ReproduçãoReprodução

atualizado 10/07/2019 14:33

O Santos Futebol Clube não deixou a morte do jornalista Paulo Henrique Amorim, nesta quarta-feira (10/07/2019), passar em branco. O clube praiano lembrou a simpatia do comunicador pelo time e resgatou um trecho do livro “Santos FC: 100 anos de futebol arte” escrito por ele para prestar homenagem.

“Eu vi o Santos ser campeão do mundo no Maraca. As duas vezes. É possível que também tenha visto o “gol de placa”. Mas, desse, não me lembro. Agora: aquele chapéu do Pelé no Nilton Santos, quando o Botafogo era um timaço – aquele chapéu é uma 9ª sinfonia”. O time aproveitou para deixar a mensagem “Descanse em paz, PHA”.

O jornalista Paulo Henrique Amorim morreu de infarto fulminante, na madrugada desta quarta-, em casa, no Rio de Janeiro. Seu último trabalho havia sido no Domingo Espetacular da RecordTV, atração que comandou por 14 anos. Carioca, teve seu primeiro emprego no jornal A Noite, da capital fluminense, em 1961.

Últimas notícias