Rodízio do Flamengo: uma troca separa o time de Dome do campeão de Jesus

O espanhol tem chamado atenção e sido bastante questionado pelos torcedores e imprensa por seu modo de escalar a equipe rubro-negra

atualizado 17/09/2020 7:07

dome x jorge jesusBruna Prado/Getty Images e Alexandre Vidal /CRF

Domènec Torrent faz a sua estreia na Libertadores nesta quinta-feira (17/9) no comando do Flamengo, atual campeão da Copa. O espanhol está chamando atenção e tem sido bastante questionado pelos torcedores e imprensa por seu modo de escalar a equipe rubro-negra, adotando o rodízio do elenco. Entretanto, seu antecessor, Jorge Jesus, foi campeão do Brasileirão e da Libertadores usando uma estratégia bastante parecida.

Pensando nas trocas de jogadores feitas de uma escalação para a seguinte, Dome realizou 35 trocas nos 10 jogos que está à frente do Flamengo. Jorge Jesus, em meio às suas primeiras rodadas do Brasileirão no comando do clube, precisou se organizar com as oitavas e quartas de final da Libertadores.

Considerando somente os jogos pelo campeonato nacional, portanto, o português realizou 34 trocas em 10 partidas. Somente uma de diferença do que já fez o espanhol. E, somando todos os compromissos deste período, as 10 rodadas do Brasileirão (da 10ª à 19ª) e as quatro do torneio continental (ida e volta das oitavas e quartas), foram 41 mudanças nas escalações em 14 jogos.

Evidentemente, ambos os treinadores tiveram seus motivos para fazer mudanças no plantel. Os dois sofreram com perda de jogadores, tiveram reforços, atletas lesionados, fora de forma física, suspensos, poupados por opção e até com a Covid-19.

Aproveitamentos distintos

Apesar da similaridade nestes números, a divergência no aproveitamento dos estrangeiros nas 10 primeiras rodadas do Brasileirão à frente do Flamengo é considerável. Domènec tem cinco vitórias, dois empates e três derrotas, o que resulta em 56,67% de progresso. Enquanto Jesus acumulou oito triunfos, um empate e uma derrota, conquistando 83,3% de aproveitamento.

O espanhol dará um novo passo na sua trajetória no comando do time carioca. Os torcedores aguardam pelo momento que o time irá deslanchar e estão na expectativa de como serão as escalações e o desempenho da equipe na Libertadores, competição na qual o Flamengo tenta o bicampeonato em 2020. A partida desta quinta-feira (17/9) será em Quito, no Equador, e a bola rola às 21h, horário de Brasília.

Vídeos
Últimas notícias