Entenda por que gol do Flamengo foi legal mesmo com toque de braço

A nova regra da International Football Association Board, imposta em março de 2021, afirma que nem todo toque na mão é infração

atualizado 03/08/2022 10:45

João Gomes em lance polêmicoReprodução Comebol

Nessa terça-feira (2/8), a vitória do Flamengo sobre o Corinthians por 2 x 0, em jogo válido pelas quartas de final da Libertadores, ficou marcada por um lance que gerou bastante polêmica.

No primeiro gol do Rubro-Negro, marcado por Arrascaeta, a bola toca no braço de João Gomes antes do uruguaio completar o lance marcando um golaço. No entanto, segundo Patrício Loustau, árbitro da partida, o braço do atleta estava em posição natural e o gol foi confirmado.

Em março de 2021, a International Football Association Board (IFAB), órgão que determina as regras do futebol, divulgou uma circular sobre uma nova orientação para toques de mão e braço na bola, onde afirma que nem todo toque é infração.

As atuais orientações da IFAB determinam que a bola na mão só será considerada infração nas seguintes situações:

-Se o jogador tocar a bola deliberadamente com mão ou braço, movendo a mão ou o braço em direção a bola;

-Tocar a bola com a mão ou com o braço quando a mão ou o braço estiver em posição antinatural e com isso ampliando o espaço do corpo. Por ter a mão ou braço em tal posição, o jogador corre o risco da mão ou braço ser atingido pela bola e ser penalizado;

– O jogador será punido por ampliar o espaço corporal de maneira antinatural somente quando a posição do seu braço/mão não for uma consequência do movimento do corpo desse jogador para aquela jogada.

Vale lembrar que, antes da nova mudança ocorrida em março do ano passado, a regra dizia que o toque de mão, mesmo que involuntário, no ataque deveria ser assinalado como falta caso levasse diretamente a um gol ou a uma “ocasião manifesta de gol”.

Veja a repercussão do lance na web:

Com o resultado, o Flamengo abriu uma grande vantagem para o jogo de volta na próxima terça-feira (9/8). O time pode até perder por um gol de diferença que garante a vaga na semifinal da competição continental.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias