Em jogo equilibrado, Inglaterra e Escócia empatam sem gols em Wembley

Foi o primeiro 0 x 0 em território inglês em um confronto entre os dois

atualizado 18/06/2021 18:19

Eddie Keogh - The FA/The FA via Getty Images

Inglaterra e Escócia, responsáveis pelo duelo mais antigo entre seleções da história do futebol – disputado em 1872 – fizeram um jogo equilibrado nesta sexta-feira (18/6), pela segunda rodada da fase de grupos da Eurocopa. O time inglês tomou mais a iniciativa e esteve mais perto do gol, mas não conseguiu marcar e empatou sem gols com os escoceses em Wembley, na cidade de Londres. Foi o primeiro 0 x 0 em território inglês em um confronto entre os dois.

O empate em casa impediu que a Inglaterra assumisse de forma isolada a liderança do Grupo D. A seleção treinada por Gareth Southgate, que vencera na estreia a Croácia, soma os mesmos quatro pontos da República Checa, mas aparece no segundo lugar em razão do saldo de gols.

Lanterna da chave, a Escócia, que havia sido derrotada pelos checos na rodada inicial, somou seu primeiro ponto e ainda segue viva em busca da classificação ao mata-mata.

O resultado serviu também para manter uma escrita. Em Wembley, a Inglaterra continua sem perder para a Escócia, que, considerando todas as partidas, venceu o rival pela última vez novembro de 1999. De lá para cá, foram cinco jogos, com três vitórias inglesas e dois empates, com o desta sexta.

No geral, a estratégia da Escócia funcionou melhor do que a da Inglaterra, que, com mais recursos, não fez um bom jogo e encontrou dificuldades para levar vantagem sobre a defesa adversária. A equipe escocesa se defendeu bem e levou perigo em alguns contra-ataques.

A Inglaterra teve mais bons momentos no ataque no primeiro tempo, acertou uma bola na trave com Stones após cobrança de escanteio e viu seu artilheiro Harry Kane perder uma boa chance em cabeceio para fora. O time escocês, porém, endureceu o jogo e colocou Pickford para trabalhar na única defesa difícil na primeira etapa. O’Donnell acertou bonito chute cruzado de primeira dentro da área e o goleiro inglês se atirou para defender.

Até a metade do segundo tempo, o time inglês, sob o olhar de David Beckham, presente no estádio com seu filho, foi superior, teve mais a bola e levou mais perigo. James arriscou por cima do gol de Marshall, Mount fez o goleiro escocês a trabalhar em finalização de fora da área e Shaw assustou em arremate cruzado

Os escoceses conseguiram anular o ataque adversário e, mesmo diante de suas limitações, cresceram no fim do jogo. A principal chance saiu dos pés de Adams, que bateu forte, mas sem direção.

Vídeos
Últimas notícias