Ação de Jorge Henrique impede Vasco de registrar contratações

O jogador tem direito a receber R$ 1 milhão e o acordo com o clube, feito em julho de 2018, não tem sido cumprido desde dezembro de 2018

Reprodução/Instagram

atualizado 07/01/2020 11:45

O Vasco deverá ter um problema extra para reforçar seu elenco para a temporada 2020. Isso porque a Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) determinou a proibição ao clube de registrar reforços na CBF por até seis meses devido a uma ação do ex-atacante do clube, Jorge Henrique. A informação foi dada pelo portal UOL.

Conforme consta no processo, o jogador tem direito a receber R$ 1 milhão do Vasco e o acordo com o clube, feito em julho de 2018, não tem sido cumprido desde dezembro de 2018. O atacante defendeu o clube entre 2015 e 2016.

O Vasco chegou a solicitar novos prazos para o pagamento, foi atendido pela CNRD, mas não conseguiu cumprir a data final, que foi de 40 dias após a primeira decisão. Por conta disso, a sanção foi tomada em 17 de dezembro de 2019.

O clube ainda pode recorrer. Caso não consiga reverter a decisão ou pagar Jorge Henrique, o Vasco não poderá registrar o reforço argentino Germán Cano, único contratado até o momento.

Últimas notícias