Com recorde e final eletrizante, Kandie vence a São Silvestre

Jacob Kiplimo liderava a prova e sonhava com recorde, mas arrancada no fim dá ao Quênia vitória entre os homens

atualizado 31/12/2019 11:49

Twitter/Reprodução

Se Brigid Kosgei não deu chances às adversárias na prova feminina, o queniano Kibiwott Kandie teve ainda mais trabalho para vencer a Corrida de São Silvestre na manhã desta terça-feira (31/12/2019). De quebra, Kandiet superou o recorde da prova, que pertencia a seu compatriota Paul Tergat, maior vencedor da história da competição. Kandie marcou o tempo de 42m52s. O queniano viu o jovem ugandense Jacob Kiplimo liderar corrida nos últimos metros, mas, graças a uma arrancada memorável no fim, ele conseguiu conquistar o título da corrida que tradicionalmente fecha o ano.

Kiplimo deu mostras de que não teria dificuldade para vencer a corrida. Nos últimos 500 m, por exemplo, o ugandense, mais jovem atleta olímpico da história de Uganda, chegou a se aproximar do recorde, mas faltou experiência. Com a vitória praticamente assegurada, ele não viu a aproximação do queniano e fez menção de levantar os braços, comemorando o triunfo que se avizinhava. Kandie, porém, aproveitou o momento e cruzou a linha de chegada por baixo de um dos braços do jovem ugandense, que não escondeu a frustração de deixar a vitória escapar por entre os dedos.

O brasileiro mais bem colocado na São Silvestre foi Daniel Ferreira do Nascimento, que, assim como a compatriota Graziela Zarri, cruzou a linha de chegada na 11ª colocação.

Confira os resultados dos três primeiros colocados da São Silvestre 2019:

  1. Kibiwott Kandie (Quênia) – 42m59s
  2. Jacob Kiplimo (Uganda) – 43m
  3. Titus Ekiru (Quênia) – 43m54s

 

Vídeos
Últimas notícias