Borrachinha culpa ressaca em derrota no UFC: “Lutei meio que bêbado”

O lutador brasileiro atribuiu o desempenho ruim a uma noite sem sono e cãibras na véspera do duelo com Isarel Adesanya, no UFC 253

atualizado 01/03/2021 11:02

Entrevista Adesanya x BorrachinhaGetty images

O brasileiro Paulo Borrachinha fez uma revelação polêmica sobre sua derrota para o nigeriano Isarel Adesanya, no UFC 253, em setembro de 2020. De acordo com o desafiante ao cinturão do peso médio, ele entrou no octógono de ressaca, após ter virado uma garrafa de vinho na noite anterior.

Borrachinha justificou a atitude em seu canal no Youtube. “Eu lutei meio que bêbado, talvez. ‘Ressaqueado’. Eu não conseguia dormir por causa das cãibras. Foi erro meu, não culpo ninguém. Foi uma atitude que eu escolhi. Eu precisava dormir, estava há mais de 24h acordado, e eu tomei muito vinho. Uma garrafa, para tentar apagar. Tomei um copo, não adiantou. Dois copos, não adiantou. Meia garrafa, não adiantou. Aí eu decidi virar”, afirmou o lutador brasileiro.

Ele ressaltou que os combates na Ilha da Luta, nos Emirados Árabes, ocorrem às 9h. “A gente tinha que acordar às 5h para fazer alongamento, aquecimento, a mão… O UFC exigiu que eu acordasse às 5h para ir para o ginásio para lutar. Até 2h30 da manhã eu não tinha dormido”, revelou.

O desempenho de Borrachinha foi questionado pelos fãs e bastante criticado pelo presidente do UFC, Dana White. O brasileiro reconheceu, em vídeo, que estava sonolento.

Borrachinha tem novo combate agendado para o dia 17 de abril, diante do australiano Robert Whittaker, atual número 1 do ranking dos médios do UFC. A luta ainda não tem local definido.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias