UFC: Adesanya nocauteia Borrachinha, finaliza com sarrada e mantém cinturão

O nigeriano fez uma luta praticamente perfeita. Controlou a distância, minou a base do brasileiro e construiu a vitória

atualizado 27/09/2020 14:24

Adesanya x BorrachinhaJosh Hedges/Zuffa LLC

Dominante, Israel Adesanya nocauteou Paulo “Borrachinha” aos 3min59s do segundo round da luta principal do UFC 253, na “Ilha da Luta”, em Abu Dhabi, e manteve o cinturão dos pesos médios (até 83,9 kg). Além disso, permaneceu invicto na organização e impôs a primeira derrota ao brasileiro no Ultimate.

Depois de nocautear Paulo, o nigeriano fez um movimento parecido com uma sarrada. Confira o flagra:

Se Borrachinha perdeu a invencibilidade na carreira, Adesanya estendeu a sua para 20 lutas. A performance absolutamente exuberante apaga a luta monótona que o nigeriano havia protagonizado em sua defesa de cinturão anterior, quando venceu Yoel Romero por pontos.

O nigeriano fez uma luta praticamente perfeita. Controlou a distância, minou a base do brasileiro e construiu a vitória por nocaute técnico com muita técnica e inteligência, impondo a Borrachinha o primeiro revés em 14 lutas no UFC.

Adesanya abriu o duelo com chutes nas pernas e Borrachinha conectou o mesmo golpe nos instantes iniciais do combate. No segundo minuto, o brasileiro acertou um chute no corpo, mas o nigeriano se defendeu bem e revidou com alguns outros chutes.

O brasileiro provocou, tentou tirar a atenção do oponente, mas o campeão não caiu nas provocações. Manteve-se concentrado e seguiu atacando as pernas e eventualmente o corpo do desafiante.

No segundo round, Adesanya foi brilhante. Ele acertou um chute que abriu um corte no rosto do brasileiro. A partir daí, foi apenas questão de tempo para vencer. Com o adversário combalido, o nigeriano desferiu um golpe de esquerda que levou Borrachinha ao chão. Após mais alguns golpes, o árbitro Jason Herzog interrompeu o duelo na marca de 3min59s e ele concluiu a defesa de título.

Na outra disputa de cinturão neste sábado (26/9), o polonês Jan Blachowicz superou o americano Dominick Reyes por nocaute técnico e conquistou o título dos meio pesados (até 93kg). Com golpes poderosos, ele nocauteou o oponente aos 4min36s do segundo assalto no coevento principal do UFC 253.

Outros brasileiros

Outros dois brasileiros subiram ao octógono na Ilha da Luta neste sábado, ambos pelo card preliminar. Na abertura, Danilo Marques derrotou o russo Khadis Ibragimov por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27), no duelo válido pelo peso meio pesado (até 93kg)

Já no último confronto Alex Leko foi superado pelo neozelandês Brad Riddell por decisão unânime (triplo 29-28) pela categoria dos leves (até 70kg).

Vídeos
Últimas notícias