*
 

Roberval (Fabrício Boliveira) visitará o pai, Severo (Odilon Wagner), na cadeia, em Segundo Sol. Obrigado pela mãe, o ricaço surgirá todo arrogante na cela do criminoso, mas será humilhado por ele. As informações são do site Notícias da TV.

A prisão de Severo ocorrerá após Rochelle (Giovanna Lancellotti) se unir a Roberval para encontrar dinheiro do avô. A patricinha se dará mal, porém, porque o ex-motorista denunciará o crime do pai à polícia.

Portanto, o patriarca da família Atahyde será preso por sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. Na cadeia, ele não baixará a cabeça para o filho e negará sua paternidade.

Antes da visita, Zefa (Claudia Di Moura) passará um sermão no rapaz. “Veio ver com seus próprios olhos como eu tô? Pois vá-se embora, que não vai ter nunca uma vitória sua! Porque não importa onde eu esteja ou quanto de dinheiro eu tenha, vou ser sempre Severo Atahyde”, dirá o detento assim que ver o filho.

Roberval desdenhará das palavras dele, mas ouvirá: “Você pode colocar a roupa que quiser, comprar o carro mais caro que conseguir, pode morar num castelo com cem empregados. Você nunca deixará de ser um negrinho!”.

“Eu só vim aqui por causa de minha mãe. Não por você. Um ser humano desprezível”, cuspirá Roberval. Severo tentará outra tática, usando o nome de Zefa para massacrar o ex-motorista.

“Ela lhe renegou mais uma vez. Mais uma vez ela preferiu ficar do meu lado e não do seu! Isso deve ser difícil pra você engolir. Também, quem é que vai querer assumir uma vergonha, uma desgraça, um estrupício feito você? O sonho de todo mundo sempre foi ficar livre de você!”, dirá o mau-caráter.

A humilhação vai acabar quando Severo dizer que Roberval é uma vergonha “pra todo mundo”. “Um negro sujo! Eu não preciso de você pra nada!”, completará. “E eu já tô me arrependendo de ter oferecido ajuda. Eu quero que você morra”, rebaterá Roberval na cena que vai ao ar em 19 de julho.