*
 

Um continente tratado sem clichês. Essa é a proposta do espetáculo “Áfricas”, que o Bando de Teatro Olodum traz para Brasília em três apresentações. De sexta (10/11) a domingo (12/11), a montagem teatral celebra os laços entre Brasil e África por meio de músicas, danças e contos ancestrais que conectam fábula, história e religiosidade.

Direcionado para o público infantil e jovem, “Áfricas” já circulou por outros seis estados e marca o retorno da companhia à capital após oito anos, quando veio com o mesmo espetáculo. Com direção de Chica Carelli, a peça também anuncia a volta de Valdinéia Soriano, consagrada recentemente em Brasília.

 

Também produtora do Bando de Teatro Olodum, a baiana venceu o prêmio Candango de melhor atriz pelo longa “Café com Canela” na histórica 50ª edição do Festival de Brasília, realizado em setembro de 2017. O filme se passa no Recôncavo da Bahia e, bem como o espetáculo teatral, evidencia as vibrantes conexões de matriz africana tão presentes no Brasil.

Com 27 anos de trajetória e formado por artistas negros, o Bando de Teatro Olodum revelou nomes como Lázaro Ramos e Érico Brás. Ambos estrelaram “Ó Paí, Ó” (2007), filme baseado em uma das peças da companhia.

“Áfricas”, peça do Bando de Teatro Olodum
Sexta (10/11), às 19h, e sábado (11/11) e domingo (12/11), às 16h, no teatro da Caixa Cultural (Setor Bancário Sul, quadra 4, lotes 3/4, 3206-9448). Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). À venda na bilheteria: terça a sexta e domingo, das 13h às 21h; sábado, das 9h às 21h. Classificação indicativa livre.

 

 

COMENTE

Caixa Culturalmês da consciência negracafé com canelaBando de Teatro Olodumáfricaschica carellivaldinéia soriano
comunicar erro à redação

Leia mais: Teatro