*
 

A exposição Transmakunaima – O Buraco É Mais Embaixo é o grande destaque na programação de julho do Memorial dos Povos Indígenas. Assinada pelo artista Jaider Esbell, indígena Makuxi da Terra Indígena Raposa Serra do Sol (Roraima), a mostra propõe uma reformulação do mito brasileiro de Macunaíma, clássico publicado pelo escritor Mário de Andrade em 1928.

Conhecido pela coleção Era uma Vez a Amazônia, Esbell cria um personagem capaz de assumir qualquer caráter ou forma, discurso de resistência e de reivindicar lugar de fala dos povos indígenas do monte Roraima: Makuxi, Wapichana, Patamona, Ingaricó e Taurepang, entre outros.

A exposição compõe o projeto Culturas Vivas, desenvolvido pelo Centro de Trabalho Indigenista (CTI) em parceria com a Secretaria de Cultura do Distrito Federal. Na abertura da mostra (7/7, às 19h), haverá cortejo ritual Makuxi com participação da artista e pesquisadora Daiara Tukano. Na quarta (11/7), às 14h, Esbell conversa com o público no auditório do Memorial.

Transmakunaima – O Buraco É Mais Embaixo
Abertura no sábado (7/7), às 19h, no Memorial dos Povos Indígenas. A exposição fica em cartaz até 29 de julho. Visitação de terça a domingo, das 9h às 17h