Brasileira expõe na instituição de artes mais antiga da Rússia

A fotógrafa Carolina Tulim participa de exposição coletiva na Russian Academy of Arts, em Moscou, com fotos de celular

DivulgaçãoDivulgação

atualizado 12/11/2019 19:44

Há pouco mais de dois anos na Rússia, a jornalista e fotógrafa brasileira Carolina Tulim foi selecionada para expor suas fotografias na Russian Academy of Arts, sediada em Moscou. A instituição de arte é a mais antiga da Rússia e a mostra coletiva na qual ela vai participar entra em cartaz neste mês. Com curadoria de Grigory Bogomolny, a mostra inclui artistas de nove países, com diversos formatos e técnicas, em especial, pintura e fotografia.

As cinco peças de Carolina selecionadas para a exposição apresentam ao público seu olhar da mais recente viagem que fez à Ásia Central. “Os povos com raízes nômades do Quirguistão, a arquitetura islâmica do Uzbequistão e toda a riqueza imaterial destes povos estarão lá”, explica a jornalista.

Participam da mostra representantes do Brasil, Itália, Vietnã, Malta, Iêmen, Guatemala, Tajiquistão, Brunei e Paraguai. Fundada em 1757, a Academia Russa de Artes é considerada a mais antiga e importante escola superior deste segmento no país. A exposição fica na galeria do respeitado artista russo-georgiano Zurab Tsereteli, e é uma das mais importantes e concorridas de Moscou.

 

Últimas notícias