*
 

Nos próximos seis dias, a Cidade de Goiás (GO) – terra da poetisa Cora Coralina e Patrimônio Cultural da Humanidade – será tomada por profissionais e amantes da sétima arte. O motivo é a realização da 20ª  edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica), que acontece desta terça (5/6) a domingo (10/6), com a exibição produções do Uruguai, Argentina, Irã, Portugal, Espanha e, claro, Brasil.

Ao todo, 22 filmes, de nove países, concorrem  a R$ 280 mil em prêmios dados pelo Fica 2018. Serão sete longas-metragens, um média-metragem e 14 curtas-metragens, provenientes do Brasil (10 filmes), Portugal (3 filmes), Espanha e Itália (2 filmes, cada), Argentina, Irã, México, França/Suíça e Uruguai (1 filme, cada).

Da seleção brasileira de filmes ambientais, cinco Estados estão representados: Goiás (4 filmes), Rio de Janeiro e Pernambuco (2 filmes, cada) Paraná e Ceará/Rio de Janeiro (1 filme, cada). Este ano, o festival recebeu a inscrição de 355 filmes, sendo 199 filmes estrangeiros e 156 filmes brasileiros.

 

Na abertura, o longa Ex-Pajé dá o tom do festival. A obra de Luiz Bolognesi retrata o etnocídio da cultura indígena no Brasil. O documentário conta a história de Perpera.  Até o contato do povo Paiter Suruí com os brancos, em 1969, Perpera era um pajé poderoso. Após chegada dos brancos, um pastor evangélico afirma que pajelança é coisa do diabo e o homem perde seu papel na tribo e sua identidade.

O documentário recebeu menção especial do júri do Festival de Berlim, na Alemanha, e foi eleito pela crítica o melhor filme do Festival Internacional de Documentário É Tudo Verdade.

Confira o trailer:

Além da mostra competitiva, o Fica 2018 contará com sessões paralelas, fóruns ambientais e de cinema e shows e bandas locais e artistas nacionais, como a cantora Ana Carolina, também estão na lista de atrações do festival.

No Fórum de Cinema, dentre os destaques da programação está a mesa que reunirá Walter Carvalho, José Luiz Villamarin e George Moura, Susana Lira e Bruna Linzmeyer. Já no Fórum Ambiental, nomes como André Trigueiro, Marcos Palmeira, e Natália Garcia abordam questões do homem, cidades e meio ambiente.